Page tree
Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Histórico

Metagen

No ano de 2001, Marcelo Mrack, Diego Moreira e alguns outros integrantes do Setor de Informática da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) estavam empolgados com as possibilidades que surgiam a partir de um projeto interno denominado Metagen. Utilizando uma abordagem bastante simplista, o pequeno protótipo desenvolvido em Visual Basic - que posteriormente fora portado para Delphi/Kylix - era um gerador baseado em modelos capaz de automatizar completamente a construção de IU para sistemas de banco de dados.

A partir de um esquema de banco de dados qualquer enriquecido com informações textuais especificamente projetadas para a ferramenta, algoritmos especializados renderizavam em tempo de execução as IU do sistema. Essa abordagem, embora rudimentar, era extremamente rápida e eficaz, possibilitando a produção de interfaces funcionais tão logo um esquema de banco de dados estivesse disponível. Conforme testes realizados na época, aproximadamente 70% das IU de cadastro de um sistema podiam ser integralmente automatizadas com o uso da solução. Em relação ao tempo de desenvolvimento, os ganhos oscilavam em 40%, uma boa margem para um projeto de segundo plano dentro de um setor lateral em uma Universidade privada.

Entretanto, mesmo com protótipos de sucesso desenvolvidos, a falta de afinidade das atividades do projeto em relação às demandas primárias da equipe e a escassez de subsídios para continuidade das pesquisas acabaram inibindo as forças necessárias para prosseguimento do projeto.

Convicto que as idéias surgidas nesse ínterim eram válidas, Marcelo decidiu engendrar uma nova caminhada, levando os ensinamentos aprendidos para uma iniciativa pessoal, que então seria conhecida pelo codinome Merlin. Este foi o início.

3layer e Mestrado

Em 2005, o tema Merlin volta à tona com força total. Sendo o alvo de uma dissertação de mestrado a ser desenvolvida na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sob o título Geração Automática e Assistida de Interfaces de Usuário, as facetas do Merlin foram exploradas em detalhe e ferramentas análogas da área da Geração Baseada em Modelos foram colocadas ao produto. Nada menos que 22 ferramenas foram estudas em mais de 120 artigos ao longo dos últimos 25 anos de pesquisa, tarefa que possibilitou o enquadramento de mais de 168 características diferentes. O trabalho encontra-se em estado final de aprovação na Universidade e um texto com 74 páginas recheado de referências está disponível como resultado.

Neste mesmo ano de 2005, Marcelo passou por um período difícil, mas extremamente compensador. Realizando seu transplante de medula óssea, conseguiu vencer uma leucemia que o acompanhava durante 8 longos anos. Depois de alguns meses de recuperação, em conjunto com seus amigos Julio Cesar Silveira, Rodrigo Rech e Roger Khron Schwingel, fundou a 3Layer Tecnologia com foco exclusivo na transformação do Merlin em um produto completo.

Entretanto, dificuldades maiores surgiram e a equipe acabou se dissipando, restando apenas Julio, Marcelo e, agora, seu irmão irmão Eduardo na empreitada. No final de 2007, os planos da 3Layer Tecnologia foram remodelados e o Merlin ganhou seu espaço como um produto para o ano de 2010, sendo que o período 2008-2010 figura-se como etapa definitiva na sedimentação de conceitos, definição de prioridades e angariamento do fundos necessários para efetivação da jornada.

Contribuições e o Futuro

Ao longo desses quase 8 anos de pesquisa, o Merlin rendeu implementações conceituais em 3 plataformas diferentes (VB, Delphi/Kylix e Java), provou sua força colocando em operação 3 sistemas distintos e trouxe como contribuição para o mundo acadêmico artigos regionais e nacionais, uma dissertação de mestrado e, o mais importante, a fundação de uma empresa, a 3layer Tecnologia.